TEM PRA HOMEM ???

capa da edição de verão de Homem Vogue

Um dos meus programas favoritos aos fins de semana (quando não estou na labuta) é passar horas e horas à fio nas livrarias,atrás de novidades,livros e revistas de moda,arte,fotografia e comportamento.Assim,já descobri muita coisa bacana e já joguei muito dinheiro fora também.Tudo bem,faz muito tempo que pago sozinho a fatura do meu cartão.Desde sempre,aliás.

Voltando ao assunto,sempre que busco alguma leitura bacana de moda e comportamento para meninos,vejo que aqui no Brasil somos orfãos – literalmente.Tudo bem,não vamos comparar um país que começa a ter uma identidade de moda agora,em pleno século XXI,com outros que vivem e respiram o assunto à decadas.Da essencial “L’uomo Vogue”,passando pela modernosa “Nylon Guys”,chegando até a antenada “V Man”,o que não falta é título dedicado a esse público,tudo vindo,claro,de fora,na gringa.Por aqui,o que nos resta são aqueles especiais deprimentes de publicações como a “Playboy” ou a maior bíblia-de-trogloditas do mundo, a “VIP”.E não culpo as editorias dessas publicações não.É aquela velha história,para um “produto” existir,obrigatóriamente,precisa haver um um público que o consuma.É a velha lei da oferta e da procura.

A questão é que falta aqui uma cultura de moda,baseada em informação.Resumindo: quem compra moda para o homem,aqui no Brasil,dizem os especialistas,ainda é a mulher,a namorada,etc.Quem poderia nos salvar é a versão verde-e-amarelo da “L’uomo”,a nossa Homem Vogue.Contudo,a revista parece perdida no tempo,parece que ficou sem rumo.Passou sim,por uma reforma gráfica e editorial mas continua “capengando” quando a comparamos com qualquer um dos títulos acima citados.A moda é fraquíssima,quase uma piada.As matérias de acessórios mostram o que todo mundo ja cansou de ver ao abrir a porta do guarda-roupas.

O que ainda salva a leitura dessa revista é seu time de colaboradores de peso.O escritor Cadão Volpato, e os jornalistas e blogueiros Sylvain Justum,autor do ótimo C’est Hypercool e Lúcio Ribeiro do PopLoad,com seus textos inteligentes e cheios de bossa.Contudo,o “resto” alí,tá deprimente e exuastivamente repetitivo.Eu nem coleciono mais.Essa “pilha” nos meus muitos e muitos arquivos,parou de crescer faz tempo.

foto: reprodução

(para ler ouvindo)

8 comentários sobre “TEM PRA HOMEM ???

  1. Eu concordo plenamente c/ vc.Aqui no meu trabalho,por uma quesstão de consultoria somos assinantes de todas as revistas Vogue e esta,como vc comentou aqui,está cada vez mais fraca.
    Bisou, Susu.
    Ps.Quando vamos almoçar de novo?

  2. arrasoooooooooooooooooou mininu,essa revista tem uma moda mais fraca que a vip,hauhauhauhau
    abraçú,mermãozinho….

  3. Stu,acho que seu estilo de escrever é uma delícia,o que me faz passar aqui TODOS os dias.Adorei sua síntese sobre esse nicho do mercado.Uma idéia: vamos montar uma revista bacanuda por aqui? olha que eu tenho bons contatos …. gato,gato,gato.
    bj,Cami

  4. Eu nunca li a Homem Vogue pra ter uma opnião sobre o assunto, mas se ta havendo essa necessidade de conteúdo por que não experimenta mandar um e-mail fazendo uma reclamação e quem sabe até se oferecendo pra contribuir com a revista. Vc pode, vc tem gabarito pra isso.

    E pode também pedir pra outras pessoas q sentem a mesma necessidade mandar um e-mail tbm, eu me voluntario s/ problemas pra mandar um e-mail tbm. Se quiser me avise antes pra eu poder ler e ver o conteúdo. Fiz curso de personal stylist e posso dar uma opnião mais crítica no e-mail.

    Quem sabe um pouquinho de muitos não fazem a diferença? Eu super acredito no poder de reclamação do consumidor. Pq se o conteúdo é o q vc diz, a Sueli e o João Paulo tbm concordaram.

    Se a opnião é essa as vendas concerteza são baixas. Então acho que vale uma reclamação. Falo por experiência própria já mudei o andamento de uma fábrica d calçados c/ uma reclamação q acabou virando troca d e-mails entre eu e o representante da empresa.

    Bjs, amo seu blog.

  5. Pessoal,confesso que essa edição ta boazinha mas,muito aquém do que merece estar uma edição que leva a marca “Vogue”,a idéia aqui é apenas debater uma parte do mundinho da moda em papel,de maneira alguma denigrir a publicação,voces entenderam,néam???
    Bjos a todooooos e à Fe,em especial,eu não jornalista,não trabalho com isso,contudo,me sinto no direito de dar minha opinião quando nao gosto daquilo pelo qual paguei,entedeu? obrigadíssimo pelo carinho e pelas visitas aqui no MyPreview,tu é super bem vinda,sempre….

  6. Oi querido
    Acho que só o fato da revista insistir nessa imagem machista de mulher “pelada” na capa já diz tudo. Mulher gostosa com roupinha molhada. (e jesus amado, o que seria essa renda? alguma tendência ainda desconhecida por mim???)
    Diz-que homem hetero tem vergonha de comprar revista com bofe na capa… mas desde quando homem hetero compra revista de moda?
    As revistas masculinas comme il faut around the world (as que prestam) sempre foram feitas pras amigas, que é quem entendem do riscado.
    Desse jeito manco as coisas ficam pelo meio do caminho mesmo.
    Aliás, acho que a única revista que bofe lê é a Revista do Caminhoneiro, quer eles ganham nos postos de gasolina. Acho.
    Bjs

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s